quinta-feira, 26 de fevereiro de 2015

ENTENDENDO JOHN MAYER EM 7 CANÇÕES


John Mayer é um dos artistas pop contemporâneos mais talentosos do nosso tempo; letras, melodias, as suas músicas comunicam pensamentos profundos, reflexões marcantes com um punhado de notas e palavras que sempre me provocam um mesmo pensamento: "eu sei exatamente o que é isso; eu já estive aí"

Desde o primeiro álbum, dos medos do fim da juventude, a dificuldade em crescer ("so scared of getting older, I'm only good at being young"), passando pelo pavor do dia em que ele veria os seus pais partirem, as paixões arrebatadoras, os amores perdidos, uma constante batalha com a finitude das coisas, com a passagem do tempo, com a ideia de que um dia 'a festa chegará ao fim'. Tudo a respeito das letras e das canções do John Mayer conversam muito com as próprias reflexões que habitam a minha alma. 

Não por acaso, tenho os seus álbuns na playlist da minha vida - e imagino que terei até o final dela. Muita gente não o conhece porém - sabe-se lá o porquê. Aqui vai a minha contribuição para ajudar os não iniciados, um passo-a-passo simples, para você descobrir John Mayer em apenas 7 canções.

Ao final deste post você vai me agradecer - para o que eu já te respondo: o prazer foi meu. 

"83"



"Ah, se apenas a minha vida fosse mais como 1983; todas essas coisas seriam mais como elas eram no começo de mim"

"SPLIT SCREEN SADNESS"



"Então vou olhar a previsão do tempo, onde você estiver, porque eu quero saber se você pode ver as estrelas hoje; talvez seja o meu único direito"

"STOP THIS TRAIN"



"Tanto medo de envelhecer; apenas sou bom em ser jovem. Então eu brinco com os números para achar uma forma de dizer que a minha vida só começou"

"IN YOUR ATMOSPHERE"



"Porque eu morreria se eu te visse; e eu morreria se eu não te visse. Então não acho que voltarei nunca mais a LA"


"EDGE OF DESIRE"



"Eu te quero tanto, que eu mudarei as minhas verdades. Tá aí, eu admito, eu morro de medo que você esqueça de mim"

"DEAR MARIE"



"Querida Marie, você ainda acredita em mim? [...] bom, eu tenho o meu sonho, mas você tem uma família [...] sim, eu tenho um sonho, mas sinto que ele fugiu de mim"

"GRAVITY"



"Ah, gravidade, fique longe de mim. Ah, gravidade, já levou tantos homens melhores que eu (e como pode isso?)"


Pois. Uma micro-parcela da discografia do John Mayer. E só para não deixar o post sério demais:

terça-feira, 24 de fevereiro de 2015

GIFS DA DEPRESSÃO

Alguém no trabalho fala algo que eu penso - mas não tenho coragem de dizer...


segunda-feira, 23 de fevereiro de 2015

O PONTO ALTO DO OSCAR 2015 (DE LONGE)

A mulher não deixou pedra sobre pedra. Eu nunca tive dúvida do talento da Lady Gaga, mas ela mostrou outras cores (ou menos cores) e destruíu, marcando o ponto mais alto da noite.

sexta-feira, 20 de fevereiro de 2015

ILUSTRANDO


Uma das mulheres do fotógrafo venezuelano Carlos Pereira

MÚSICA PARA GATOS


O psicólogo de animais, Chales Snowdon, e o compositor David Teite criaram o projeto "Música para Gatos", inspirados pela ideia de que os bichinhos também podem ser sensibilizados pela música (como nós). A ideia foi criar melodias que acalmassem gatos hiperativos e animar os felinos mais preguiçosos, tudo construído em cima de traços familiares como ronronar, mamar, som de passarinhos etc. No link original (via Zupi) há mais detalhes e 3 trechos de músicas para ouvir (eu gostei especialmente da "Rusty's Ballad"). 

O resumo disso tudo e que em NADA me espanta? Gatinhos curtem música indie.

PARA VER E OUVIR: LORDE ("EVERYBODY WANTS TO RULE THE WORLD")

quarta-feira, 18 de fevereiro de 2015

PARA VER E OUVIR: LYKKE LI ("I FOLLOW RIVERS - THE MAGICIAN REMIX")

segunda-feira, 16 de fevereiro de 2015

GIFS DA DEPRESSÃO

É carnaval! 


Tá todo mundo na rua, vamos beber, dançar, beijar, fazer sexo sem proteção, curtir a juventude!


Mas você não vai fazer nada neste carnaval? Hey, Netflix está longe de ser nada, como assim?


Mas... é carnaval!

sexta-feira, 13 de fevereiro de 2015

"CAN I LIVE?"



Haters gonna hate. Digam o que quiserem, Obama é e sempre será "o cara".

quinta-feira, 12 de fevereiro de 2015

CAT LOVE #2



Os "dog people" que me perdoem, mas gatinho é o bichinho mais gostoso do mundo. Sem mais.

CAT LOVE

PARA VER E OUVIR: SILVA ("ENTARDECER")

terça-feira, 10 de fevereiro de 2015

O SOM DAS ÁRVORES



O músico alemão Bartholomäus Traubeck conseguiu converter os anéis dos troncos das árvores em notas de piano, numa plataforma similar a um toca-discos. Como cada árvore possui variações diferentes, o resultado é único para cada tronco (e esse projeto resultou no álbum "Years" e utilizou árvores como pinheiros, freixos, carvalhos etc.). O resultado é transcendental, misterioso, etéreo, eterno, embasbacante. Original via GuitarLoad.

segunda-feira, 9 de fevereiro de 2015

É BOM, MAS NÃO É ISSO TUDO...


Depois de alimentar o meu hype à exaustão, fui ver "Birdman", que é um dos queridinhos 'cult' do momento. Sou fã do Michael Keaton, do Edward Norton, achei a história interessante (o drama pessoal de um ator de cinema decadente que está - ou está? - psicotizando), enfim, a receita parecia ser tudo o que eu geralmente gosto e espero de um filme assim. E não é que ele tenha me decepcionado. O filme é bom, bem feito, bem dirigido/editado, roteiro bem construído, cheio de diálogos ótimos e boas cenas. Mas acho que, neste caso, o erro foi meu; em esperar demais, achar que era muito mais do que de fato é, o que deixou um gosto agridoce na boca quando os créditos começaram a subir. Fato é: 'Birdman' é um filme estranho, mesmo (e para eu dizer isso, pode acreditar que o negócio é sério) e bom. Só não é isso tudo que estão dizendo por aí. 

quinta-feira, 5 de fevereiro de 2015

PARA VER E OUVIR: THE BRONZE MEDAL ("SHOW ME LAND")

PARA VER E OUVIR: PHOENIX ("NAPOLEON SAYS")

quarta-feira, 4 de fevereiro de 2015

"O AMOR AINDA EXISTE", SEGUNDO MAUD CHALARD


As lindas fotografias da francesa Maud Chalard, que criou um projeto onde ela retrata momentos íntimos de alguns casais, com o propósito de mostrar "que o amor ainda existe". Original via Buzzfeed.








terça-feira, 3 de fevereiro de 2015

PARA VER E OUVIR: JOHN PAUL WHITE ("NEON")

segunda-feira, 2 de fevereiro de 2015

[MAIS] UM GATO QUE ZEROU A INTERNET... E A VIDA

OUR FLAG WAS STILL THERE


Para quem achou o máximo a performance da Idina Menzel, que cantou o Hino Nacional Americano ("The Star Spangled Banner") no Superbowl. Nada contra 'Adele Dazeem' (acho que ela manda muito bem em - quase - tudo que canta), mas é assim que se canta o Star Spangled Banner, apenas dois exemplos.




Sem mais.